X

Bellucci: Raça e torcida decisivas para derrotar Ferrero

Quinta, 12 de fevereiro 2009 às 22:09:02 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Após derrubar o supercampeão e ex-número 1 do mundo, Juan Carlos Ferrero, por 7/6 (7/5) 1/6 6/3, Thomaz Bellucci comemorou o triunfo em entrevista concedida à Record News ainda na quadra.

"Foi um jogo bem duro, desconcentrei no segundo set e ele ganhou alguns pontos importantes. No terceiro set, tive muita raça, a torcida ajudou e joguei perfeito nos últimos dois games. Estou muito feliz", disse o número 1 do país e 84o. do ranking que buscará, nesta sexta-feira, uma vaga na decisão do Brasil Open, maior torneio do país, contra o vencedor do jogo entre o português Frederico Gil e o espanhol Nicolas Almagro.

"Não tenho preferência por nenhum dos dois. O Almagro pega duro dos dois lados e não se pode deixa-lo tomar a iniciativa, do jeito que ele gosta. Mas, independentemente de quem passar, será duro", avaliou.

Nenhum representante nacional alcançou a final nos últimos cinco anos do Brasil Open, Guga venceu em 2004, e a última decisão nível ATP de um brasileiro foi em setembro do mesmo ano com Ricardo Mello conquistando o caneco em Delray Beach: "Não tenho que pensar se o Brasil não chega a uma decisão há cinco anos. Tenho que encarar como mais um jogo e atuar junto com a torcida, como venho fazendo", completou.
banner
banner