X

Bellucci estraga festa de ex-número 1 e vai à semi no Brasil Open

Quinta, 12 de fevereiro 2009 às 21:41:51 AMT

Link Curto:

Thomaz Bellucci - Brasil Open 09 IV

Leia Mais:
Bellucci se garante no top 75 após boa campanha no Sauípe
Bellucci: raça e torcida fundamentais na vitória sobre Ferrero
Almagro arruma confusão com torcedores após derrota no Sauípe
Acompanhe Nadal x Tsonga e Bellucci em busca da final no Sauípe a partir das 16h30
Tennis Game - Reta final da Temporada 1. Aposte em Memphis!

Dia 12 de fevereiro, data do aniversário de 29 anos de Juan Carlos Ferrero. Se o ex-número 1 do mundo e campeão de Roland Garros em 2003 esperava comemorar, ficou enganado. Havia um brasileiro no caminho. Thomaz Bellucci, número 84 do mundo, fez uma grande partida e eliminou o atual 101o. colocado, campeão de Roland Garros em 2003 por 2 sets a 1, parciais de 7/6 (7/5) 1/6 6/3 e se garantiu nas semifinais do Brasil Open após 2h25min de partida.

O Brasil está de volta a uma semifinal nível ATP após dois anos. Exatamente na Costa do Sauípe, em 2007, foi aúltima vez com Flávio Saretta que havia perdido exatamente para Ferrero.

Bellucci derrota pela primeira vez um tenista que já esteve no topo do ranking e consegue uma de suas maiores vitórias da carreira (outra foi ao superar o então top 20, Tomas Berdych no challenger de Prostejov, República Tchaca). O jovem de 21 anos alcança pela primeira vez a penúltima rodada de um torneio nível ATP e tentará debutar na final contra o português Frederico Gil, número 86 do ranking, que surpreendeu o favorito Nicolas Almagro por 7/6 (7/5) 7/6 (7/4). almagro era o atual campeão do torneio e ocupa o 18o. lugar da tabela da ATP.

Gil vem embalado com suas duas melhores campanhas em torneios de primeira linha. O tenista de 23 anos fez semifinais na semana passada na quadra rápida de Johanesburgo, na África do Sul.

O jogo

Foram 1h11min de um emocionante primeiro set. Bellucci não entrou muito bem, parecia nervoso e cedeu quebra após bom ponto de Ferrero no primeiro game. Logo a seguir, o tenista de Tietê (SP) foi pra cima, despachou bons golpes e devolveu a desvantagem de zero. A partir do terceiro game o jogo ganhou um momento de bom serviço do brasileiro (que fez 6 aces na parcial) e erros não-forçados do Ferrero. O brasileiro conseguiu nova quebra e com rapidez abriu 5/2. Na hora de fechar, com 5/3, o primeiro saque não entrou e a regularidade do europeu apareceu. Depois de três chances ele conseguiu devolver a quebra e empatou 5/5 após salvar um set-point com erro bobo de Thomaz. O 11o. game foi crucial. Ferrero continuou regular, botou pressão, teve mais 3 breaks, mas Bellucci tirou da cartola bons saques e confirmou. O duelo foi ao tie-break que ficou apertado o tempo todo. No décimo ponto Ferrero cedeu miniquebra com erro de forehand, Bellucci abriu 6 a 4 e fechou o set com um saque indefensável.

O paulista sofreu uma queda no primeiro game da segunda etapa e cortou um dos dedos pedindo atendimento logo depois. Parece que o problema afetou Bellucci que não foi bem, cometeu muitos erros e gerou confiança no adversário que encaixou 3 aces no game final. Bellucci chegou a ter 0/40 no 1/3, mas errou duas bolas e não aproveitou. Depois teve 40/15 no 1/4 e não fechou.

A terceira parcial começou com Thomaz e uma atitude diferente. Mais concentrado, ele fez seu saque sem muitos problemas conseguindo trocar mais bolas e forçar o erro do oponente. O jogo foi seguindo sem quebras até o oitavo game quando Bellucci disparou duas esquerdas fundas e firmes, forçando o equívoco de Ferrero. O espanhol sentiu a pressão, jogou direita na rede e tomou passada de forehand na paralela. Com 5/3, o número 1 do país despachou bons serviços e abriu 40/0. Três match-points na mão e vitória garantida ? Ainda não. Ansiedade e uma dupla-falta, outra boa direita de Ferrero. Mas na última chance a variação foi fundamente. Bom saque aberto e voleio curtinho para fechar o jogo e vibrar muito: 6/3. Foto: Deco Pires
banner
banner