X

Bellucci vira na raça, alcança quartas e pega ex-número 1 do mundo

Quarta, 11 de fevereiro 2009 às 21:50:50 AMT

Link Curto:

Thomaz Bellucci - Brasil Open 09 II

Leia Mais:
Acompanhe Nadal x Dimitrov e Bellucci x Ferrero a partir das 16h30
Bellucci se diz preparado para enfrentar Ferrero
Brasil coloca tenista nas quartas de ATP após 10 meses
Ferrero arrasa argentino. Almagro avança no Sauípe
Nadal não sente pressão e prega cautela contra búlgaro

Foi duro. Foi sofrido. Foi na raça. Mesmo sem apresentar um bom tênis, o brasileiro Thomaz Bellucci, número 84 do ranking, garantiu vaga nas quartas de final do Aberto do Brasil (disputado na Costa do Sauípe), ao derrotar o qualifier polonês Lukasz Kubot, número 197 do ranking, por 2 sets a 1 de virada com parciais de 5/7 6/4 6/4 após 2h29min. Foto: Deco Pires / Fotojump

A falta de regularidade e oscilação de nível estiveram presentes durante o duelo, mas a luta e o bom serviço (encaixou 18 aces) se destacaram para o único remanescente do Brasil na chave do torneio jogado no piso de saibro da Costa do Sauípe (BA).

Bellucci não esteve bem na primeira etapa. Começou sacando bem, fazendo aces e com alto aproveitamento de primeiro serviço até a metade da parcial, mas abusou dos erros não-forçados, sobretudo em seu backhand. Kubot, por sua vez, buscou um jogo de mais regularidade, explorando a impaciência do brasileiro. Ele conseguiu uma quebra no oitavo gamke, sacou com 5/3, mas viu Bellucci jogar seu melhor tênis encaixando winners para devolver a quebra. Os equívocos voltaram no game seguinte e o paulista precisou lutar muito para salvar dois set-points. No 12o. game porém, mais dois erros, 15/40 para o adversário que encaixou bola vencedora de devolução e vibrou com o triunfo de 7/5 após 47 minutos.

O brasileiro melhorou um pouco na segunda parcial. O revés passou a entrar com menos erros e a confiança aumentou. Enquanto isso, Kubot parecia cansado em decorrência dos quatro jogos seguidos, cometeu mais erros e pouco ameaçou o brasileiro. Bellucci conseguiu a única quebra no terceiro game, chegou a ter algumas vezes 15/30 ou 0/30 e concluiu com um ace para fazer 6/4 em 52 minutos.

Na terceira parcial, o tenista de Tietê se deparou com um break logo no segundo game. Salvou, teve game-point, mas cometeu dupla-falta e erros, sendo quebrado. O europeu então ganhou confiança e abriu 4/1 sem problemas. Mas a partir daí, o jovem de 21 anos mostrou fibra. O saque voltou a entrar e deu tranquilidade para que ele pressionasse na devolução. Kubot sentiu a pressão no sétimo game, cometeu dupla-falta e levou uma passada de Bellucci, perdendo a vantagem. Em um game com 3 aces, Bellucci empatou em 4/4. O braço do polonês encolheu no nono game. Ele cometeu vários erros e viu Bellucci bem mais regular. A nova quebra foi inevitável e o fim do jogo era questão de tempo.

Bellucci quebra um tabu e pela primeira vez vence duas partidas em chave principal de um ATP. Ele fará sua primeira aparição nas quartas de um torneio desse porte e terá parada dura, nesta quinta-feira, diante do espanhol Juan Carlos Ferrero, que derrotou o argentino Brian Dabul por 6/1 6/2.

Ferrero já foi número 1 do mundo em 2003, alcançou a final no Brasil Open 2007, ganhou Roland Garros em 2003. Ele não vive sua melhor fase. Deixou o top 100 há menos de duas semanas e chegou ao Brasil com dúvidas sobre sua participação após dores no punho.
banner
banner