X

Sanchez Vicário: ''Brasil tem uma base muito grande para trabalhar''

Segunda, 09 de fevereiro 2009 às 18:48:49 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
A Confederação Brasileira de Tênis anunciou nesta segunda-feira, em entrevista coletiva na Costa do Sauípe (BA), o novo Coordenador do Tênis Nacional, Emilio Sánchez, Capitão da campeã da Copa Davis 2008, a Espanha, que agora em diante estará no comando do desenvolvimento do tênis nacional.

Emilio concedeu entrevista coletiva ao lado do presidente da CBT, Jorge Lacerda, do presidente da Federação Baiana de Tênis, Gian Biglia, e do gerente do projeto de coordenação do tênis brasileiro, Andrew Burgess, onde falou sobre como irá trabalhar para o desenvolvimento do esporte no país.

"O que o projeto vai buscar é alto nível em todas as esferas da Confederação desde o infantil até o profissional, passando pelo juvenil", disse Sánchez que ainda explicou porque resolveu investir no tênis brasileiro: " Escolhi o Brasil porque aqui tem uma base muito grande para trabalhar. A CBT está renovada e com isto vejo muitas possibilidades para trabalhar aqui", completou.

Ele ainda disse que estará disponível para o tênis brasileiro, mesmo na Espanha: "No início virei ao Brasil uma vez por semana e vou aumentar as visitas de acordo com as necessidades da CBT. Na Espanha tenho minha academia e família, mas sempre que a CBT precisar eu estarei aqui".

O projeto de Emilio Sánchez de coordenação do tênis nacional será aplicado até abril e está dividido em três partes: estudo da viabilidade, estudo de potencial e implementação. Sánchez estará acompanhado pelo Chefe de Desenvolvimento de Jogadores, Andrew Burgess, que será o gerente do projeto.

A meta principal do projeto será modernizar e organizar a estrutura do tênis nacional. A coordenação trabalhará em todas as áreas da Confederação Brasileira de Tênis, desde a diretoria até a competição, passando por capacitação de treinadores, desenvolvimento, finanças, etc. Já o principal objetivo da primeira fase será identificar as vantagens do projeto para o tênis do Brasil e o que será necessário para a implementação do mesmo.

A seguir, estudarão o potencial do esporte no país, definirão alvos e metas a curto, médio e longo prazo, que serão fundamentais na implementação do projeto.

Carreira:

Emilio Angel Sánchez Vicario nasceu em Madri, na Espanha. Irmão mais velho de uma família de tenistas, tornou-se profissional em 1984 e ao longo de 14 anos chegou ao topo do ranking de duplas em 1989 e conquistou 5 Grand Slams. Em 1998, abriu a academia Sánchez-Casal, ao lado de seu parceiro mais frequente nas quadras, Sergio Casal. Em pouco tempo, ela se tornou a maior de toda a Europa, até abrir sede nos Estados Unidos.

Em 2008, foi o capitão da Espanha em seu terceiro titulo da Copa Davis. Na final, chegou à Argentina em condições desfavoráveis, sem seu principal jogador, Rafael Nadal, para enfrentar o time da casa, que estava completo. Ao final, derrubou o favoritismo argentino e foi apontado como principal responsável pela conquista da terceira "Ensaladeira" da Espanha na história.

banner
banner