X

Diretor de Agência Antidoping se defende de criticas de Murray e Nadal

Sábado, 07 de fevereiro 2009 às 12:07:30 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
David Howman, diretor geral da WADA (agência mundial AntiDoping), defendeu o código após receber críticas dos tenistas Rafael Nadal e Andy Murray, respectivos número 1 e quatro do ranking.

"A norma foi discutida durante dois anos e durante este tempo não escutamos nenhuma solução melhor. As criticas foram produzidas em um clima de muita excitação e gostaria que todos situassem o problema em seu contexto e o analisassem com mais calma", disse Howman em entrevista ao site da rede britânica BBC.

O novo sistema se baseia na exigência que todos os atletas devem estar disponíveis para serem localizados durante um prazo de três meses. As pessoas que realizam os testes não precisam avisar e o esportista será suspenso caso não seja localizado três vezes em 18 meses.

Ontem, Murray havia reclamado por ter que fazer um teste antidoping às 7h, logo após sua chegada de Melbourne onde disse estar durmindo e ainda sob os efeitos do fuso-horário australiano. Nadal concordou e disse que o novo sistema é intolerável.
banner
banner