X

Australian Open: Grandes Campeões e Curiosidades

Sexta, 13 de janeiro 2006 às 17:09:18 AMT

Link Curto:

Agassi - AusOpen
Nesta matéria, vamos listar dois grandes campeões no masculino e duas grandes campeãs no feminino, além de cinco curiosidades sobre o evento. Acompanhe também a lista com os últimos 20 campeões do Aberto da Austrália.

Mais detalhes do Australian Open Chave Completa



ANDRE AGASSI


Agassi conhece as quadras do Complexo de Melboune Park como poucos. Conquistou ao todo quatro títulos do torneio, sendo o maior campeão da era profissional do tênis masculino. Sua primeira conquista ocorreu em 1995, em final diante de Pete Sampras. Ele venceu por 3 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/1, 7/6 e 6/4. No ano 2000, voltou a sentir o gostinho da vitória ao passar pelo russo Yevgeny Kafelnikov em quatro sets, parciais de 3/6, 6/3, 6/2 e 6/4. No ano seguinte, não encontrou dificuldades para vencer o surpreendente francês Arnaud Clement, passando em sets diretos por 6/4, 6/2 e 6/2. Seu último triunfo em Melbourne ocorreu em 2003, atropelando o alemão Rainer Schuettler na decisão por 6/2, 6/2 e 6/1.

ROY EMERSON

O australiano, que detinha o recorde de títulos de Grand Slams até ser batido por Pete Sampras, conquistou o Australian Open em seis oportunidades, todas elas antes da era profissional do tênis. Sua primeira conquista ocorreu em 1961 e a vitória veio diante do compatriota Rod Laver, por 1/6, 6/3, 7/5 e 6/4. No ano seguinte, levou o troco, mas a partir de 1963, emplacou cinco conquistas consecutivas. Em 63, superou o compatriota Ken Fletcher por 6/3, 6/3 e 6/1. Nos dois anos seguintes, a vítima foi o também australiano Fred Stolle. Em 64 a vitória veio por 6/3, 6/4 e 6/2. Em 65, por 7/9, 2/6, 6/4, 7/5 e 6/1. Nos dois anos seguintes, venceu o americano Arthur Ashe. Em 66, por 6/4, 6/8, 6/2 e 6/3. E em 67, por 6/4, 6/1 e 6/4.

MARGARET COURT

Essa australiana dominou a década de 60 e o início da década de 70. Começou conquistando incríveis sete títulos consecutivos e outros quatro depois, totalizando 11. A festa começou em 1960. Seus quatro primeiros troféus ocorreram em finais sobre sua compatriota Jan Lehane. Em todas, a vitória veio por 2 a 0. Em 60, por 7/5 e 6/2. Em 61, por 6/1 e 6/4. Em 62, por 6/0 e 6/2. Em 63, por duplo 6/2. No ano de 1964, sua adversária mudou e foi a também australiana Lesley Turner. Court venceu por 6/3 e 6/2. Em 1965, ela enfrentou na final a brasileira Maria Esther Bueno e venceu por 5/7, 6/4, 5/2 e abandono. No ano seguinte, o sétimo caneco seguido veio com um wo sobre a americana Nancy Richey. Margaret Court ainda não havia gastado todos os seus recursos. Dois anos depois foi novamente à final, mas perdeu para a americana Billie Jean King por fáceis 6/1 e 6/2. Mas em 1969 ela voltaria a erguer a taça. Na final, revanche sobre Billie Jean King, com vitória por 6/4 e 6/1. Em 1970, ela derrotou a compatriota Kerry Melville por 6/1 e 6/2. No ano seguinte, mais um título, sobre a também australiana Evonne Goolagong. Para completar a série fantástica, mais um título em 1973, e de novo sobre Goolagong, por 6/4 e 7/5.

MARTINA HINGIS

A escolha da suíça para esse espaço é simples: ela foi tricampeã, chegou a seis finais consecutivas, foi a campeã mais nova e volta ao circuito cercada de expectativa. Mas em número de títulos, ela é superada, por exemplo, por Steffi Graf, com quatro. O primeiro troféu de Hingis foi conquistado em 1997, com vitória sobre a francesa Mary Pearce por duplo 6/3. O placar foi igual ao da final seguinte, diante da espanhola Conchita Martinez. Em 1999, vitória sobre a francesa Amelie Mauresmo por 6/2 e 6/3. Depois desses três títulos, a suíça amargou três “quases”. Em 2000, caiu diante da americana Lindsay Davenport por 6/1 e 7/5. Nos dois anos seguintes, ela perdeu para Jennifer Capriati. Em 2001, por 6/4 e 6/3. E em 2002, por 4/6, 7/6 e 6/2.

CURIOSIDADES

1- A última jogadora a ser campeã após salvar um match point foi Mônica Seles, em 1991. Na ocasião ela venceu Mary Joe Fernandez na semifinal. No masculino foi Marat Safin, ano passado, diante de Roger Federer, na semifinal.
2- A última jogadora a ser campeã sem perder set foi Lindsay Davenport, em 2000. No masculino, o tabu é maior, e pertence a Ken Rosewall, no ano de 1971.
3- Ken Rosewall, aliás, detém os recordes de jogador mais novo e mais velho a vencer o torneio. Com 18 anos e 2 meses, ele faturou em 1953. E com 37 anos e 2 meses, em 1972. No feminino, o recorde de mais jovem pertence a Martina Hingis, em 1997, com 16 anos e 3 meses. Já a mais velha foi Thelma Long, com 35 anos e 8 meses.
4- A última vez que alguma jogadora venceu os três títulos, ou seja, simples, duplas femininas e duplas mistas ocorreu em 1963, com Margaret Court. No masculino o tabu persiste desde 1932 e pertence a Jack Crawford.
5- A vitória por duplo 6/0 foi conquistada por 13 jogadoras. Já o placar de triplo 6/0 foi conquistado por seis jogadores.

20 últimos campeões no masculino

2005 Marat Safin (RUS)
2004 Roger Federer (SUI)
2003 Andre Agassi (EUA)
2002 Thomas Johansson (SUE)
2001 Andre Agassi (EUA)
2000 Andre Agassi (EUA)
1999 Yevgeny Kafelnikov (RUS)
1998 Petr Korda (TCH)
1997 Pete Sampras (EUA)
1996 Boris Becker (ALE)
1995 Andre Agassi (EUA)
1994 Pete Sampras (EUA)
1993 Jim Courier (EUA)
1992 Jim Courier (EUA)
1991 Boris Becker (ALE)
1990 Ivan Lendl (EUA)
1989 Ivan Lendl (EUA)
1988 Mats Wilander (SUE)
1987 Stefan Edberg (SUE)
1986 não houve competição
1985 Stefan Edberg (SUE)

20 últimas campeãs

2005 Serena Williams (EUA)
2004 Justine Henin-Hardenne (BEL)
2003 Serena Williams (EUA)
2002 Jennifer Capriati (EUA)
2001 Jennifer Capriati (EUA)
2000 Lindsay Davenport (EUA)
1999 Martina Hingis (SUI)
1998 Martina Hingis (SUI)
1997 Martina Hingis (SUI)
1996 Monica Seles (EUA)
1995 Mary Pierce (FRA)
1994 Steffi Graf (ALE)
1993 Monica Seles (EUA)
1992 Monica Seles (EUA)
1991 Monica Seles (EUA)
1990 Steffi Graf (ALE)
1989 Steffi Graf (ALE)
1988 Steffi Graf (ALE)
1987 Hana Mandlikova (TCH)
1986 não houve competição
1985 Martina Navratilova (EUA)

banner
banner