X

Sabatini relembra maior feito da carreira e prevê equilibrio para 2009

Segunda, 01 de dezembro 2008 às 12:37:31 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
A ex-tenista argentina Gabriela Sabatini analisou sua trajetória como profissional no início dos anos 1990 e falou sobre a atual fase que atravessa o circuito feminino, com várias jogadores disputando o topo do ranking. Segundo ela, esse panorama deve se manter em 2009, o que é positivo para o esporte.

A ex-número três do mundo lembro da final do US Open de 1990 quando derrotou a alemão Steffi Graff no tie-break para ficar com o título, seu único Grand Slam da carreira, e disse que não ficou frustrada por não ter atingido o topo do ranking.

"Sem dúvida meu melhor momento foi o título do US Open em 1990. Para mim jogar em Nova York naquele ano foi incrível, a glória, vencer um major é como tocar o céu", afirmou. "Eu não posso dizer que tenho uma tristeza por não ter atingido o topo. Eu competia com outras grandes atletas, como a Steffi Graff, e não posso dizer que fiquei decepcionada porque sei que fiz o melhor de mim. Eu fico feliz com tudo o que tenho e conquistei", completou Sabatini, que foi medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Seul em 1988.

Para completar, a argentina vencedora de 40 títulos na carreira fez uma análise do atual momento do tênis feminino: "Hoje o nível das jogadoras está muito equilibrado. No último US Open, havia umas seis com possibilidade de chegar ao número um. E isso é algo muito bom para o circuito, torna-o mais interessante do que se uma só tenista estivesse dominando o ranking e ganhando tudo. Espero que essas atletas se mantenham em alto nível e que novas jogadoras apareçam para que possamos sempre ver vários nomes no topo", concluiu.
banner
banner