X

Del Potro é o destaque entre os "campeões inéditos" de 2008

Sexta, 28 de novembro 2008 às 12:36:11 AMT

Link Curto:

Juan Martin Del Potro - Stuttgart
O ano de 2008 mostrou-se muito mais equilibrado no tênis mundial e apresentou várias surpresas ao longo da temporada. Tal fato refletiu em números que comprovam esse novo panorama, com muitas 'zebras' chegando nas finais e vencendo os principais torneios da ATP.

Na atual temporada foram onze jogadores que tiveram o prazer de faturar o primeiro título da carreira. Esse é o sexto ano da história a registrar maior numero de campeões inéditos.

O primeiro a conseguir o feito foi o japonês Kei Nishikori, de 18 anos, que surpreendeu em Delray Beach (EUA) ao bater James Blake. Em seguida o lucky-loser ucraniano Sergiy Stakhovsky venceu em Zagreb (Croácia). Outra grande surpresa foi o alemão Philipp Petzschner que ganhou em Viena (Áustria) após sair do qualifying.

O ano também reservou momentos especiais nas carreiras do espanhol Marcel Granollers (vencedor em Houston), do romeno Victor Hanescu (campeão em Gstaad), além dos vencedores de Amersfoort (Holanda) e Moscou (Rússia) - respectivamente, o espanhol Albert Montañes e o russo Igor Kunitsyn.

A temporada também serviu para consolidar o nome de jovens promessas, como o norte-americano Sam Querrey, que triunfou em Las Vegas (EUA) e Marin Cilic (ganhou em New Haven-EUA).

Mas além desses novos campeões, 2008 foi particularmente especial para dois outros campeões: o argentino Juan Martin Del Potro e o francês Jo-Wilfried Tsonga. Além de conquistarem o primeiro título na temporada, eles ainda terminaram o ano no top 10 e disputaram a Masters Cup de Shangai. 'Delpo' ganhou os torneios de Stuttgart (Alemanha), Kitzbuhel (Áustria), Los Angeles e Washington (EUA) enquanto o francês que bateu na trave no início do ano com o vice no Aberto da Austrália foi vencedor em Bangkok (Tailândia) e no Masters de Paris, na França.

O primeiro título trás para os tenistas, além de prestígio e dinheiro, uma enorme ascenção no ranking: dos onze campeões, dez tiveram expressivo salto na lista da ATP, sendo a maior evolução a do japonês Kei Nishikori: de 286º para 63º (mais de 200 posições).
banner
banner