X

Santa Catarina conhece seus campeões de tênis infanto-juvenil

Segunda, 03 de novembro 2008 às 17:44:12 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
Os melhores tenistas catarinenses da temporada foram definidos neste final de semana, na Sociedade Esportiva Bandeirante, em Brusque, onde aconteceu a etapa Master da Trink Parati Junior's Cup, válida pelo circuito estadual infanto-juvenil. A Federação, que é campeã nacional da categoria, por meio da marca patrocinadora do circuito, premiou os campões das categorias 14 e 16 anos com passagens para Miami (EUA), a fim de investir em seus novos talentos e fomentar a viagem rumo a três dos mais famosos torneios juvenis do mundo - o Eddie Herr, a Prince Cup e o Orange Bowl.

Os agraciados foram Mariah Plauth e Michel Haddad(Instituto Tênis), campeões dos 14 anos, além de Stefania Haddad (Instituto Tênis) e Daniel Schmitt (PSP Sports), melhores catarinenses nos 16 anos. Ainda, nos 18 anos, Rafael Bugiga (Instituto Tênis) conquistou a vaga na chave principal de um torneio profissional da série Future, com premiação de U$10 mil. Nos 10 anos, Ruy Guarita Neto (Top Tênis) foi o campeão geral, enquanto nos 12, Bernardo Oliveira (Top Tênis) e Izabella Pitta (Sacando para o Futuro) confirmaram seus favoritismos e mantiveram a ponta do ranking, fechando a temporada como número 1 de Santa Catarina.

Títulos antecipados nos 16 anos

E foram os favoritos que levaram as passagens. Dois deles, nos 16 anos, conquistaram o título antecipado já na etapa de Florianópolis, realizada em setembro. Daniel Schmitt (PSP Sports), de 16 anos, foi campeão em cinco das seis etapas disputadas - incluindo a Master. Já Stefania Haddad (Instituto Tênis), de apenas 15 anos, fez a marca inédita de encerrar o circuito invicta. Ela foi campeã das seis etapas realizadas do circuito, que começou no mês de abril, em Joinville, passou por Tubarão, Itajaí, Chapecó, Florianópolis, e se encerrou em Brusque neste dia 2 de novembro.

Decisões nos 14 anos

Os grandes duelos da etapa Master ocorreram nos naipes masculino e feminino dos 14 anos. Isso porque somente nas eliminatórias foi possível conhecer os campeões. Como o sistema de disputas foi realizado em grupos, na fase classificatória do feminino a tensão em quadra ficou com Mariah Plauth, treinada por Márcio Carlson, em Florianópolis, e Ana Baran, do Instituto Larri Passos.

Mariah liderava o circuito, mas tinha Ana em sua cola, com apenas 70 pontos de diferença. As duas não se enfrentaram no cruzamento dos grupos, e jogaram as semifinais simultaneamente, precisando da vitória em seus jogos e torcendo por uma derrota da outra na quadra ao lado. E para Mariah deu tudo certo. Ela venceu Jordana Peres (Instituto Tênis) e viu sua adversária direta perder. Ana Baran não conseguiu dar o seu melhor em quadra e caiu diante de sua colega de treinos, Luana Trautwein, antecipando o título de Mariah, que chegou à final como campeã.

Nos 14 anos masculino, apesar do favoritismo de Michel Haddad (Instituto Tênis), o segundo colocado do ranking, Guilherme Hadlich (PSP Sports), permaneceu na cola até o final. Tanto é que os dois protagonizaram a quarta decisão da temporada na etapa Master. Desta vez, porém, diferentemente de todas as outras, foi Hadlich quem conquistou a vitória, com duplo 6/2. Mas Michel, só por ter se classificado como semifinalista, já estava comemorando o título geral do circuito e a passagem para disputar os torneios internacionais de dezembro na Florida (EUA).

Incentivo à profissionalização

Com o primeiro lugar no ranking geral catarinense, o tenista Rafael Bugiga (Instituto Tênis), dos 18 anos, conquistou uma vaga na chave principal de um torneio internacional da série Future, competição profissional com premiação de U$10 mil reais. A idéia é incentivar a fase de profissionalização do tenista juvenil. Ele será agraciado com um convite da Federação Catarinense de Tênis na primeira competição deste nível que ocorrer em Santa Catarina no ano de 2009. Na etapa Master, no entanto, melhor para Guilherme Joesting (Sports RM), primeiro colocado, e Raphael Machado (Instituto Tênis), vice-campeão.

Duelos de gente grande

Apesar do tamanho, em quadra eles viram gigantes. Com raça, determinação, golpes de técnica, as categorias infantis mostraram que Santa Catarina continua sendo um celeiro de novos talentos. Nos 10 anos masculino, Ruy Guarita Neto (Top Tênis), comemorou seu primeiro ano como número 1 do Estado já que, apesar de ter perdido o título da etapa para o gaúcho Orlando Luz, somava pontos suficientes em função de todas as etapas em que jogou e terminou como o melhor catarinense em sua categoria.

Na categoria 12 anos feminino, a final da etapa foi protagonizada por duas amigas - a catarinense Flávia Morgado (Instituto Tênis) e a gaúcha Ana John. Foi Flávia quem se deu melhor, venceu no terceiro set, e garantiu seu primeiro troféu de campeã de uma etapa da Trink Parati Junior's Cup, enquanto Izabella Pitta (Sacando para o Futuro) levou o título geral do circuito - ela faturou todas as cinco etapas do circuito, mas caiu na semifinal da Master, disputada contra Ana John.

Já nos 12 anos masculino, foi Bernardo Oliveira (Top Tênis), quem festejou em dose dupla no final de semana. Torcedor do Avaí Futebol Clube, assim como o ídolo Guga, Bezinho queria erguer o troféu de campeão da etapa e da temporada, fazendo juz ao ano em que seu time tem tudo para comemorar o acesso à Série A, já que é o segundo colocado da Segundona. Bernardo já fez sua parte, enquanto ao Avaí falta muito pouco. O florianopolitano venceu o joinvilense Renato Junior (Sports RM) na final por 6/0 e 6/2 e faturou o troféu de campeão da etapa além do título geral da competição.

A Trink Parati Junior's Cup é uma iniciativa da Federação Catarinense de Tênis e da Parati. O evento é válido pelo circuito estadual de tênis infanto-juvenil.
banner
banner