X
banner

Mello estréia na Davis, alcança melhor ranking e viaja nesta terça para EUA

Segunda, 07 de março 2005 às 17:41:05 AMT

Link Curto:

Ricardo Mello IV
Desde o segundo semestre do ano passado, Ricardo Mello (Banco do Brasil/Babolat) vive uma nova fase em sua carreira. Nesta segunda-feira, especialmente, ele desembarcou em São Paulo com mais motivos para festejar a atual fase. No final de semana, ele fez sua estréia como titular da Copa Davis no confronto contra a Colômbia e não decepcionou. Já nesta segunda, na lista divulgada pela ATP (Associação dos Tenistas Profissionais), ele aparece na 53º. posição do ranking, sua melhor marca na carreira.


Mello está de passagem pelo Brasil. Optou por voltar da Colômbia para Campinas para descansar apenas um dia. Nesta terça-feira, após alguns compromissos com patrocinadores, ele já embarca para os Estados Unidos, onde disputará Indian Wells e Miami, acompanhado pelo técnico Marcelo Tella. “Já estava fora de casa há vários dias e é sempre bom ter a oportunidade de descansar um pouco aqui, mesmo que seja por um dia”, disse ele.

Número um do Brasil desde o último dia 14 de fevereiro, Mello tem ainda mais o que comemorar. Mesmo sem jogar na semana passada, ele subiu uma posição e agora ocupa a 53ª. colocação do ranking da ATP. “Foi uma surpresa boa”, admitiu. “Isso me dá mais confiança de prosseguir lutando, dando 100% de mim, para manter a média dos bons resultados dos últimos meses”, emendou.

A expectativa para os dois torneios norte-americanos é grande. “São torneios muito bons, jogados em quadras rápidas, mas não muito rápidas, o que para o meu jogo é excelente”, afirmou.

A experiência inédita na Davis também é algo que motiva Mello. “A semana foi muito tranqüila, com todos bem entrosados, ao contrário do que chegaram a comentar aqui no Brasil. Gostei muito de jogar e acho que a união da equipe fez com que conseguíssemos vencer o confronto por 5 a 0. E ter o Fino (Fernando Meligeni) como capitão também foi muito importante”, destacou. Mello enfrentou o colombiano Michael Quintero, na última sexta-feira. Quando o brasileiro vencia por 2 sets a 0, a partida foi paralisada por causa da chuva, no início do terceiro set, e mais tarde adiada para o dia seguinte. “Na hora que fui avisado do adiamento não gostei não. Eu queria ter ganhado naquela hora. Mas no dia seguinte comecei jogando da mesma forma, com a mesma confiança e fechei a partida em três sets”, explicou o brasileiro, que venceu por 6/3 6/4 6/3.

Contra as Antilhas Holandesas, o próximo adversário do Brasil na competição, de 15 a 17 de julho, Mello só tem uma certeza: “Vamos manter a união e o entrosamento para vencê-los”. O tenista número 1 do Brasil conhece apenas um jogador do time: Jean-Julien Rojer. “Nunca joguei contra ele (Rojer), mas sei que é um jogador bastante habilidoso, principalmente em quadras rápidas”.

Fonte: DGW Comunicação
banner
banner