X

WTA anuncia mudanças de calendário e aumenta premiação

Quarta, 30 de julho 2008 às 10:32:29 AMT

Link Curto:

WTA
O tênis feminino terá um incremento de 40 por cento na premiação dos torneios a partir do ano que vem, além de contar com multas pesadas, suspensões e algumas responsabilidades para as tenistas no topo da tabela.

A nova série da WTA é chamada de Road Map 2010, caminhos para 2010, um plano da entidade em trazer ordem para a estrutura e calendário do têni feminino que será formalmente anunciado no próximo mês durante o US Open.

Stacey Allaster, diretor da WTA, revelou os detalhes do formato durante sua visita ao Tier I de Montreal que acontece nesta semana.

"A temporada 2006 foi um desastre. Nos falhamos em trazer as jogadoras nos 10 principais eventos. Precisavamos fazer alguma coisa. Estamos buscando mudar a cultura buscando não trazer como opção, mas sim comprometimento nos eventos de alto nível. Os prêmios ganharão grandes aumentos e as tenistas terão mais benefícios, além de receberem bônus e mais pontos no ranking", disse Allaster.

A premiação total da temporada passará de US$ 63, 6 milhões (95,4 milhões de reais) para US$ 84,4 milhões (126,6 milhões de reais) no montante dos torneios, mas o regime será mais apertado.

Os 26 torneios Tier I e Tier II serão trocados para 20 eventos Premiere com as principais jogadoras precisando disputar no mínimo 10.

Haverão quatro eventos que distribuirão US$ 4,5 milhões em prêmios. São eles: Indian Wells, Miami, Madrid e Pequim, os quais serão mandatórios para todas as tenistas que se classificarem.

Abaixo desses terão mais cinco torneios com premiação de US$2 milhões no Canadá, Dubai, Roma, Cincinnati e Tóquio. As melhores rankeadas precisam disputar ao menos quatro deles. A WTA espera que cerca de sete top 10 disputem todos esses torneios.

As melhores precisarão também jogar um ou dois torneios com premiação US$ 700 mil.

A WTA também designou uma lista de punições caso algumas exigências não sejam cumpridas. Será dada tolerância zero para desistências de torneios em que as jogadoras se comprometam. Em caso de baixar, mesmo que seja por lesão comprovada, a tenista não receberá o bônus dado para as top 10 (avaliado em US$ 5 milhões, R$ 7.5 milhões), além de não receber pontos pelo evento.
banner
banner
banner