X

Opinião - Bernardinho telefona para Federer...

Sexta, 25 de julho 2008 às 12:57:06 AMT

Link Curto:

Federer - Derrota Toronto

Por Artur S. Lisboa de Oliveira

Clique Aqui e Leia a divertida crônica de nosso comentarista simulando o telefonema do técnico da seleção brasileira de vôlei, Bernardinho, para o número 1 do mundo Roger Federer.

- Bom dia, Roger, então, recebi sua ligação, mas não pude atendê-lo porque estava no treino e só voltei agora às duas horas da madrugada. Em que posso ajudá-lo?
- Bernardo, li seu livro 'Transformando suor em ouro' e uma dúvida surgiu em minha mente: será que é possível transformar talento em ouro?
- Roger, eu devo dizer que particularmente prefiro trabalhar com um esforçado a um talentoso, mas podemos tentar. Fale-me do que te angustia...
- Bom, devo dizer que venci tudo entre 2004 e 2007 e estou há quase cinco anos como primeiro do mundo, mas de repente surgiu um espanhol que está me vencendo em todos os pisos. Ando sem confiança e desmotivado. Quero voltar a vencer...
- Então aprenda que uma vitória representa muito pouco; sempre que vencer algo, pense nas próximas conquistas que poderão vir. Comemore cinco minutos e vá ao trabalho.
- Mas, Bernardo, então depois de vencer um grand slam eu só poderei comemorar cinco minutos? Nem de um bom jantar com minha namorada poderei desfrutar?
- Um jantar rápido, de preferência, bem balanceado, que não interfira no cronograma de trabalho que estabelecerei para você.
- E como será esse cronograma?
- Bom, trabalho, trabalho e trabalho. Verei a possibilidade de realizarmos exercícios físicos nos aeroportos durante as escalas de vôos e já estou encomendando pela Amazon.com todos os vídeos dos jogos de Rafael Nadal para analisarmos em slowmotion todos os lances.
- Todos os lances? E quanto tempo isso vai levar?
- Não há problema. Intercalamos as análises dos vídeos com os treinamentos em quadra, na academia e com as consultas com o nutricionista, fisiologista e terapeuta.
- Terapeuta?
- Sim, temos que nos aprofundar em suas questões de foro íntimo para descobrirmos o que está te fragilizando durante os jogos.
- Foro íntimo? Mas, isso não é invasão de privacidade?
- Acostume-se. Eu estarei presente em todos os seus sonhos, ou melhor, em seus pesadelos. Provocarei você, além dos seus limites, para que você esteja sempre motivado para vencer. Na verdade, em duas semanas você desaprenderá a saborear o gostinho das vitórias e se preocupará em continuar vencendo sempre.
- Bom, parece interessante, mas seus métodos parecem radicais...
- Radicais? Você ainda não viu nada. Inclusive, estamos perdendo muito tempo nesse telefonema. Que tal você correr durante uma hora e meia numa velocidade de 3,5 m/s controlando seus batimentos cardíacos e sua pressão arterial? Depois disso, faça trabalho de musculação em academia. Amanhã já estarei aí e daremos continuidade aos trabalhos.
- Amanhã? Mas, eu perdi em Toronto na primeira rodada para poder viajar antes para Nova York para visitar com minha namorada umas lojas em Manhatan.
- Lojas? Compras? Vida pessoal? Esqueça. Quando você se aposentar terá tempo de sobra para essas coisas...
- Aposentar? Essa palavra não soa tão mal assim nesse momento...
- Decida-se, Roger. Entre a Liga Mundial, as Olímpiadas e as centenas de palestras que ministro pelo mundo tenho pouco tempo para você.
- Hã? Bom, talvez seja melhor deixar as coisas como estão... Ser vice-campeão de grand slams não é tão ruim assim.
- Argh. Vice? Jamais. Bom, tenho que desligar. Acordo às seis amanhã para treinar com a seleção brasileira...

Sobre Artur Salles Lisboa de Oliveira

Artur Salles Lisboa de Oliveira é jornalista, coordenador-geral da Revista Eletrônica Raciocínio Crítico, acompanha o circuito profissional de tenis desde Novembro de 2003 e colabora com a Tenis News desde Março de 2005.
banner
banner
banner