X

Saretta e Daniel receberam propostas para entregar partidas

Sábado, 27 de outubro 2007 às 11:45:17 AMT

Link Curto:

Flavio Saretta - São Paulo II
Os tenistas brasileiros Flávio Saretta, atual número 1 do país e 137o. do ranking, e Marcos Daniel, 166o. colocado, admitiram que receberam propostas de até 100 mil euros para manipular resultados de jogos, inclusive em Roland Garros.

Leia Mais:
Vitória de Guga no Brasil Open está sobre suspeita de manipulação
Match-Point - Guga não tem culpa. Apostas chegam ao tênis brasileiro
Davydenko leva advertência por fazer corpo mole
Federer pode enfrentar Nalbandian nas oitavas em Paris. Nadal também joga
Suíço ultrapassa Moya e é o tenista mais vitorioso do circuito
Ferrer garante vaga na Masters Cup

As confissões dos tenistas aparecem em declarações dadas a revista Istoé. Saretta disse que já foi abordado "várias vezes" e que "o episódio mais contundente ocorreu em Roland Garros" no ano passado: "Uma pessoa falando em inglês foi até mim e me ofereceu 100 mil euros para eu perder um jogo", disse o tenista. O jogo em questão era de primeira rodada da chave principal contra o italiano Potito Starace. Saretta havia perdido os dois primeiros sets, mas conseguiu ótima virada por 3 a 2 e perdeu na segunda fase para o russo Nikolay Davydenko.

Por sua vez, o gaúcho Daniel foi abordado durante o ATP de Acapulco (México) também no ano passado, através de umal igação às seis da manhã: "Era um homem falando em espanhol que ofereceu 20 mil dólares para que eu entregasse a partida contra o chileno Nicolas Massu", disse Daniel que havia perdido três vezes consecutivas para o chileno mas conseguiu a vitória em Acapulco e perou nas quartas de final.

Ao fim desta partida, após o triunfo, Daniel tinha seis recados do mesmo homem dizendo: "poderia ter ganho um bom dinheiro".

Ontem Gustavo Kuerten pediu maiores investigações nos casos de manipulações de partidas após ter sua vitória sobre o italiano Filippo Volandri (no Brasil Open deste ano) em suspeita. Segundo uma consultoria, Volandri teria entregue a partida devido à apostas. Guga não vencia um jogo fazia 532 dias e o favoritismo era total do italiano.
banner
banner