X

Coria sente dores e abandona partida em Belo Horizonte

Terça, 23 de outubro 2007 às 15:19:27 AMT

Link Curto:

Coria - Umag
O retorno do argentino Guillermo Coria ao circuito não poderia ter sido mais frustrante. O ex-número 3 do mundo, que não disputava torneios desde setembro do ano passado, abandonou nesta terça-feira sua partida de estréia na etapa mineira da Copa Petrobras. O argentino chegou a abrir 3/1, mas perdeu cinco games seguidos e deixou a quadra assim que seu compatriota Juan Pablo Brzezicki fechou o primeiro set em 6/3.

“Entrei em quadra muito nervoso, acho que nem na final de Roland Garros estava tão tenso. Mas joguei bem até o quarto game, quando comecei a sentir uma dor forte nas costas. Senti tudo travar, meu corpo não respondeu mais e eu me assustei. Passei a sacar mal e não pude mais jogar. Preferi deixar a quadra e não correr o risco de agravar o problema”, disse Coria. “Estou muito triste, estava bastante esperançoso. Treinei bem nos últimos dias e me sentia preparado fisicamente. Vou fazer exames para saber o que aconteceu e, se não for uma contratura, espero voltar a jogar outros torneios em breve”.

Coria não vence uma partida desde julho de 2006, quando foi semifinalista do ATP de Amersfoort. Dois meses depois, uma lesão no braço direito o forçou a deixar o circuito para fazer um longo tratamento. Adiou a volta por duas vezes nesta temporada, com problemas no abdome, e finalmente recebeu um convite para disputar a Copa Petrobras de Belo Horizonte. Treinou quatro dias com muito empenho, mas não pareceu suficiente.

Coria perdeu logo seu primeiro game de serviço, mas se recuperou e virou para 3/1. Parecia recuperar o ritmo de jogo, chegando a ter 40 a 0 para ganhar o sexto game, com algumas boas trocas de bola e a conhecida habilidade nas deixadinhas. Foi então que passou a sentir dificuldades com o saque. Cometeu cinco duplas-faltas consecutivas, perdeu o game e se desconcentrou completamente. Ao final do set, inesperadamente, cumprimentou o adversário e abandonou a quadra.

“Estava muito confiante no início, jogando de igual para igual com ele, quando comecei a sentir as dores. Fisicamente acho que estou mais forte do que nunca e achei que jogando aqui voltaria a me adaptar ao ritmo do circuito. Sabia que seria muito difícil, o nível do torneio é muito alto, mas tinha esperanças de fazer um primeiro jogo melhor”, lamentou Coria, que apesar da derrota continua com os mesmos objetivos para o futuro. “Quero voltar a jogar bem, ganhar jogos, torneios e ir evoluindo aos poucos. Quem sabe até disputar as Olimpíadas de Pequim”.

Cabeça 3 do torneio, Brzezicki enfrentará nas oitavas-de-final o chileno Adrian Garcia, que eliminou o mexicano Bruno Echagaray, por 6/3 e 7/5. Na conclusão do jogo suspenso na segunda-feira pela chuva, o uruguaio Pablo Cuevas, cabeça 8, passou pelo quali argentino Diego Junqueira, por 6/4, 1/6 e 6/3. Seu adversário será outro argentino, Leonardo Mayer.

Fonte: DGW Comunicacão
banner
banner