X

Sinner se conforma após virada de Djokovic e diz que ganhará confiança

Terça, 05 de julho 2022 às 17:46:11 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Jannik Sinner, número 13 do mundo, lamentou sua derrota por 3 sets a 2 de virada para Novak Djokovic nas quartas de final de Wimbledon. Apesar da queda ele apontou que pode ganhar confiança com o desempenho.



"Foi uma partida muito complicada. Eu já sabia disso antes de entrar em quadra. Joguei muito bem, mas Nole elevou o nível a partir do terceiro set. No quinto set joguei corretamente, mas perdi as jogadas finais. Tenho orgulho de ter chegado até aqui. Tenho certeza que isso me dará muita confiança para o resto".

"É uma partida em melhor de cinco sets. Quando você está com dois sets a zero, você está motivado. No terceiro set a situação mudou. Ele fez alguns bons pontos e cresceu. A partir daquele momento, ele foi melhor do que eu. Como eu disse antes, no quinto set eu joguei da maneira certa, mas ele foi superior. Eu tinha que fazer outra coisa porque Nole era quem liderava os pontos."

O tenista disse ter ficado bem fisicamente após leve torção no tornozelo: "Torci o tornozelo esquerdo. No começo senti um pouco de dor. Fiquei um pouco assustado depois desse ponto, mas quando dei os primeiros passos vi que estava tudo bem. Depois fui um pouco cuidadoso com os dois primeiros pontos, mas com o passar do tempo esses desconfortos foram sumindo. Não tenho nenhuma lesão nem nada do tipo".

"Acho que temos um estilo de tênis parecido. Sempre gosto de treinar com ele, porque ele bate muito bem na bola. Acho que também, então temos um bom ritmo de jogo. Toda vez que você joga contra um tenista como Djokovic você já sabe o que esperar. Por outro lado, você também sabe um pouco sobre suas fraquezas. Nos primeiros dias de competição estávamos treinando juntos na grama e você sempre aprende coisas com ele. Não é a mesma coisa quando você jogar contra ele em um treinamento do que em uma partida oficial e em um torneio como Wimbledon. Você joga na frente de muita gente e isso é especial".

Sinner já encarou Rafael Nadal duas vezes em Roland Garros e agora experimentou Djokovic. Sobre enfrentar um jogador do Big 3 neste tipo de torneio, ele comentou: "Quando você sabe que vai enfrentar um jogador dessa qualidade, sabe que vai jogar na quadra central e com muita gente nas arquibancadas. Jogar contra jogadores como Djokovic é ótimo, porque sou uma pessoa que gosta de me desafiar e gosta de competir contra os maiores. Treino todos os dias para disputar partidas desse calibre. Sei que ainda tenho muito a melhorar, mas acho que posso ser feliz depois do torneio que fiz. Mostrei um bom nível de tênis. Depois de vencer o segundo set, tive a oportunidade de subir um pouco mais de nível e deixar a partida sentenciada, mas não consegui. Isso é tênis. Eu sabia que Djokovic é um dos melhores jogadores de todos os tempos e que não tinha a partida definira. Ele já tinha voltado de partidas desse tipo", concluiu.

banner
banner