X

Bia Maia comemora 1ª vitória em Roland Garros e destaca perigo de estoniana

Domingo, 22 de maio 2022 às 11:19:36 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Beatriz Haddad Maia estreou com vitória em Roland Garros. A tenista número um do Brasil e 48a colocada no ranking mundial, derrotou a espanhola Cristina Busca, a 134ª da WTA, em 6/3 1/6 6/2 e 2h13 de duração, para avançar à segunda rodada pela primeira vez na carreira.



Leia Mais:

Bia Maia ganha posição no ranking feminino e iguala Medrado

"Primeira rodada é sempre um jogo duro para todo mundo. É uma nova semana que começa, com novas condições. Acho que entrei muito bem no jogo hoje, com uma energia muito boa. Joguei em alto nível em muitos momentos. No primeiro set, no finalzinho, acho que fui um pouco conservadora e isso fez com que ela se sentisse mais confiante. No segundo set os quatro primeiros games foram muito duros. Poderia ter sido 4/1 para mim, mas foi para ela. Mas eu sabia que era questão ficar no jogo que ele ia mudar. Venho jogando jogos de três sets e isso me dá uma tranquilidade. Sei que sou muito competidora e também acredito muito no meu físico. Fiquei feliz que saí de quadra jogando melhor", resumiu a brasileira.

Bia é a única representante do Brasil nas chaves de simples do torneio. Em um torneio com muita história para o Brasil, a 48ª tenista do mundo se sente honrada em estar num ambiente significante para o país. "Nós crescemos escutando muito sobre o Guga e tudo o que ele viveu aqui em Roland Garros. É muito legal, me sinto privilegiada de ser uma jogadora mulher representando o Brasil e ganhando a minha primeira rodada. Mas também estou com os pés no chão, é um torneio muito longo, com muitos jogos, então preciso estar com a energia bem canalizada e preparada para o próximo jogo", disse Bia.

Na próxima rodada, a paulistana enfrentará Kaia Kanepi, a 46ª colocada na WTA. "É uma jogadora perigosa. Vou me preparar da mesma forma na qual me preparo para qualquer partida ou torneio, seja challenger ou Grand Slam. Vou treinar baseado nas coisas que tenho que melhorar. Gostaria de entrar na quadra, deixar tudo lá dentro e seguir fazendo o que já venho fazendo: ser humilde nos momentos difíceis, ser agressiva e competir bem", finalizou.

Bia também conheceu as suas adversárias na chave de duplas. Ela e a sua parceira, a cazaque Anna Danilina, são as cabeças de chave 12 do torneio e enfrentarão as japonesas Hozumi/Ninomiya na primeira rodada. A brasileira também se inscreveu para jogar duplas mistas com o mineiro Bruno Soares.

banner
banner