X

Jornal denunciou refeição com larvas para refugiados no hotel de Djokovic

Quinta, 06 de janeiro 2022 às 15:18:12 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

O jornal SBS News da Austrália denunciou no último dia 29 de dezembro que as refeições servidas no hotel de Melbourne onde estão sob custódia do estado australiano pessoas que pediram asilo político e também o sérvio Novak Djokovic.



Na reportagem, o SBS traz a denúncia de refugiados de nacionalidade iraniana, iraquiana... um dos ouvidos, identificado como Salah, afirma ter perdido três quilos no último mês em razão da péssima qualidade dos alimentos servidos no hotel, que são de responsabilidade das autoridades australianas.

"Nós dizemos a eles que não podemos comer esse tipo de comida, mas eles não nos ouvirem. Eu perdi peso porque eu apenas consigo comer algumas nozes", declarou Salah.

As fotos, também compartilhadas pelos refugiados nas redes sociais, mostram marmitas com presença de larvas e outras com alimentos mofados.

De acordo com o porta-voz da coalisão em prol dos refugiados, Ian Rintoul, mesmo com os refugiados mostrando a falta de condições dos alimentos servidos no Park Hotel, novas refeições não foram entregues em substituição.

As más condições fez com quem o grupo Mulçumano Imigrantes de Brisbane protocolasse uma reclamação formal na Comissão Australiana dos Direitos Humanos.

A SBS ainda teve acesso a informação de que mais de um refugiado teve de ser encaminhado pata um hospital por intoxicação alimentar e outros também precisaram ser socorridos por inalação de fumaça.

“As pessoas, acho, estão ansiosas o suficiente pela situação no Park Hotel… Eles têm sido mantidos presos por alguns anos", resumiu o drama Rintoul.

Nesta quinta-feira, um grupo em apoio aos refugiados protestou contra o governo do país e exigiu a liberação imediata de todos os refugiados. O grupo acabou fazendo coro e volume ao protesto de sérvios e torcedores de Djokovic na porta do hotel.

banner
banner