X

Nadal após derrota: 'Os anos passam e nada é eterno'

Sexta, 11 de junho 2021 às 19:37:12 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Rafael Nadal, número três do mundo, lamentou as chances perdidas nesta sexta-feira na derrota em quatro sets para Novak Djokovic por 3 sets a 1 com parciais de 3/6 6/3 7/6 (7/4) 6/2 na semifinal de Roland Garros.



"Se eu ganhasse o terceiro set talvez tudo tivesse mudado, mas não gosto muito de falar sobre os jogos em termos de ponto. A realidade é que, exceto no início, tudo foi muito equilibrado e eu não consegui fazer a diferença. Minha bola não causou o estrago que precisava e Novak está jogando há muito tempo, dificilmente cometeu erros e devemos dar-lhe todo o crédito. Sei que posso jogar melhor nesta quadra, dei tudo fisicamente e mentalmente, mas não foi suficiente. Perdi um voleio fácil no tiebreak, mas são erros que podem acontecer. Joguei com um dos melhores da história e estava faltando um extra, mas não significa um desastre. Acho que não. Não acho que foi o melhor Djokovic de todos os tempos, embora tenha feito um ótimo jogo, mas faltaram coisas pra mim", argumentou.

"Não pretendo que seja desculpa, longe disso. Nestes níveis quem melhor se adapta é quem vence, mas é verdade que a quadra fica lento e a bola menos viva, o que o favorece porque o meu golpes deixam de ter aquele efeito extra. Em todo caso, não consegui jogar o tempo que precisava para tirá-lo da posição. Este é um esporte, você pode ganhar e perder, hoje não consegui ganhar e isso é a única realidade. Preciso felicitar Novak ", declarou.

"Tendo ganho 13 vezes dói menos perder uma vez, mas é verdade que os anos passam e nada é eterno. Estou ciente que cada edição terá menos possibilidades, este ano tive uma opção importante. Não sou um pessoa que dramatiza Eu não fico empolgado quando ganho muito. Nesse esporte você tem que estar preparado para a vitória e a derrota porque cada vez que você vai lá você está exposto a ambas. Ano que vem espero voltar com entusiasmo e trabalho necessário para me dar uma oportunidade. Às vezes joguei bem no torneio, mas hoje perdi um pouco. Estou triste porque perdi no jogo mais importante do ano para mim, mas a vida continua ", disse .

Nadal comentou sobre um desconforto no pé esquerdo: "Não foi nada que condicionou o jogo, simplesmente deriva da lesão do escafoide que sofri em 2005 e que em jogos dessa duração e intensidade podem me prejudicar. Eu tinha um curativo que estava me comprimindo demais e ele já estava insuportável. Não, vou jogar o torneio de Mallorca na grama, embora adorasse, mas neste caso é impossível porque é uma semana antes de Wimbledon e não tenho tempo para o preparar. Não tenho sei que torneios terei na minha agenda, tem sido um torneio muito intenso e terei que decidir se jogo ou não em Londres. No momento não tenho clareza mental para pensar nisso, preciso de tranquilidade ”, disse o espanhol.

 

banner
banner