X

Moldávio 1391º da ATP dedica quarentena a ajudar pobres na Índia

Sexta, 08 de maio 2020 às 14:46:29 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A agência de notícias AFP contou a história do tenista moldávio Dmitrii Baskov, 1391º do ranking da ATP, que tem dedicado sua quarentena a ajudar a alimentar famílias pobres e em situação de vulnerabilidade na região do estado de Gujarat, no noroeste da Índia.



O tenista de 25 anos chegou ao país em janeiro, quando foi ao país visitar uma academia de tênis e dado o avanço da contaminação da COVID-19 ficou impossibilitado de retornar ao seu país de origem e por isso, passou a dedicar sua quarentena a auxiliar na produção e embalagem de refeições na capital do estado indiano, Ahmedabad.

Ahmedabad é um dos locais mais atingidos por casos de COVID-19 na Índia, segundo país mais populoso do mundo. Ali, já são 6.625 casos confirmados e 396 mortes registradas.

A Índia decretou 'lockdown', termo em inglês para definir a proibição da circulação de cidadãos pelas ruas de determinada localidade, em 25 de março e com ele a crise econômica e alimentar chegou. No país, quase metade da população economicamente ativa atua no mercado informal e com a decretação do lockdown, as fontes de rende de inúmeras famílias simplesmente inexistem.

Em entrevista à AFP, Baskov, que é filho de um casal de médicos que vive em Moscou, na Rússia e cujo pai recentemente se curou da COVID-19, contou como tudo começou.

"Meu amigo Pramesh Modi mencionou isso [a ideia de alimentar os pobres] e eu disse que sim, parece ótimo e no dia seguinte fizemos isso e meio que continuou dia após dia", relatou o tenista, que está dedicado, em especial, a empacotar os alimentos (foto).

"Foram 100, 200, 300 pacotes e então percebemos que estamos fazendo algo bom. Não é um desejo ou ação diária, é agora um ato natural de ajudar. Eu sou atleta e nada além disso, mas o desejo de ajudar está sempre comigo", revelou.

O trabalho exercido por Baskov na iniciativa solidária chamou a atenção da imprensa local e o moldávio foi chamado de "Herói Indiano".

Em entrevista à AFP, a esposa de Pramesh Modi, Ami, principal cozinheira da iniciativa relevou que o apoio do tenista foi importante para que a ideia do marido acontecesse: "Ele [Baskov] é especial e apaixonado com o que está fazendo. Desde o momento em que conheceu a ideia, se juntou a nós e é um herói", revelou.

Ami ainda elogiou o trabalho delicado executado pelo tenista. "Ele embala rotis [pães típicos indianos] em folhas de papel alumínio com muita precisão".

O tenista também efetuou doação de sangue recentemente, pois a região onde está é marcada por paciência portadores de talassemia, uma anemia genética, como revelou seu parceiro no empacotamento dos alimentos, Mitul Parikn.

Tanto o casal Modi como Parikn chamam Baskov de 'herói' por ser: "Um modelo a todos os indianos que estão em suas casas podendo ajudar a quem precisa e não o fazem", nas palavras de Mitul Parikh.

A iniciativa de Pramesh Modi, diretor da Ace Tennis Academy, já distribuiu 275 mil pacotes com refeições completas e 700 cestas básicas.

Toda iniciativa tem saído do bolso do casal Modi, com ajuda de alguns poucos amigos, entre eles Baskov.

banner
banner