X

WTA alerta atletas sobre apoios governamentais em diferentes países

Quarta, 08 de abril 2020 às 09:22:32 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional
O editor da revista norte-americana Sports Illustrated, Jon Wertheim, teve acesso a um e-mail enviado pela equipe da Associação das Tenistas Profissionais (WTA) às atletas alertando-as sobre programas governamentais de apoio financeiro para quem está impossibilitado de atuar.

Na mensagem, a WTA pontua que elaborou uma lista com as iniciativas oficiais dos governos de diversos países em razão da pandemia da COVID-19, ressaltando que a carta não é "um aconselhamento legal ou financeiro" a qualquer profissional.

"Nosso propósito é dar ciência a vocês que estes apoios existem e para encorajá-las a consultar seus conselheiros legais e financeiros sobre os programas descritos abaixo e outros que podem estar disponíveis a vocês", pontua a WTA.

A lista de programas não foi divulgada pelo jornalista, que apresenta apenas a Austrália no topo da seleção de países fora os Estados Unidos que estão trabalhando na efetivação da distribuição de auxílios financeiros a seus cidadãos.

A WTA também pontua na carta que alguns programas já são efetivos e que outros estão em início de execução pelos governos.

No Brasil, o governo federal, por meio de decreto, ampliou o prazo dos contratos de prestação de serviços e demais programas da Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania, que tem comando de Marcelo Magalhães.

Na prática, os contratos tiveram o prazo estendido em um dia, de 30 de dezembro de 2020 para 31 de dezembro de 2020, e "englobam todos os tipos de contratos da secretaria, do Alto Rendimento, de Educação, Lazer e Inclusão Social, e do Departamento de Incentivo e Fomento ao Esporte", diz o decreto publicado no Diário Oficial da União nesta terça-feira.

Em despacho oficial, Magalhães vê a decisão como positiva: "É uma forma de garantir que todas as entidades parceiras tenham o tempo necessário para ajustar suas atividades e contratos nesse período de excepcionalidade provocado pela Covid-19".

banner
banner