X
banner

Thiago Wild segue pré-temporada no Rio de Janeiro e define calendário

Quinta, 05 de dezembro 2019 às 18:00:36 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Thiago Wild (Itaú/CBT/Asics/Wilson), atleta do Instituto Tennis Route, do Rio de Janeiro, segue sua pré-temporada iniciada há duas semanas na capital carioca e definiu o calendário para os primeiros meses de 2020.

 



O jovem de 19 anos, número 213 do mundo e terceiro do Brasil, vem do vice-campeonato da Maria Esther Bueno Cup, evento realizado em São Paulo, o qual garantiu vaga no quali do Rio Open, maior evento da América do Sul.

Wild, campeão juvenil do US Open de 2018 e um dos cinco jovens a vencer um challenger em 2019, em Guayaquil, no Equador, começará a nova temporada no torneio challenger de Canberra, na Austrália, a partir de 6 de janeiro, com 125 pontos ao campeão. Na semana seguinte disputa o qualificatório do Australian Open buscando vaga em seu primeiro Grand Slam na carreira. Em 27 de janeiro disputa no saibro o challenger de Punta del Este, no Uruguai. A partir do começo de fevereiro disputa a gira sul-americana de ATPs no saibro. Começa por Córdoba e Buenos Aires, na Argentina, Rio Open e Santiago, no Chile.

"Tive um 2019 bom, de muito aprendizado, vencendo meu primeiro jogo de ATP, me fixando em torneios challenger e com um final de ano muito bom e meus melhores resultados o que me proporciona poder jogar maiores torneios em 2020 e tentar minha primeira vaga em Grand Slam já na Austrália. Estou trabalhando duro para desenvolver meu jogo, começar bem o novo ano e seguir subindo aproveitando também a gira que teremos na América do Sul", disse Wild.

"Thiago vem fazendo trabalho na pré-temporada em busca de aprimoramento da parte técnica e física. Essa primeira parte do ano será bem interessante para ele com a nova experiência em um Slam no profissional e a boa oportunidade que os eventos do continente oferecem. Vamos em busca de bons resultados", destacou o treinador do Instituto Tennis Route, João Zwetsch.

O tenista de Marechal Candido Rondon começou a temporada 2019 como o 443º do mundo e terminou 230 posições a frente conquistando seu primeiro challenger, em Guayaquil, no Equador, e com semifinal em Montevidéu, no Uruguai.

Wild venceu quatro vezes um top 100 no ano derrubando o italiano Marco Cecchinato (73º) em Lima, no Peru, o brasileiro Thiago Monteiro (89º) em Guayaquil, além do boliviano Hugo Dellien, (76º e 75º) no Equador e Montevidéu.

banner
banner