X

Australian Open comemorará os 50 anos do Grand Slam de Court

Sábado, 30 de novembro 2019 às 11:35:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

A federação australiana de tênis (Tennis Australia) anunciou  que prepará uma celebração especial para os 50 anos da conquista de Margaret Court do 'Grand Slam'. O feito foi apenas conquistado por outras dias tenistas.



Em 1970 Court conquistou os títulos de simples do Australian Open, Roland Garros, Wimbledon e US Open, vencendo num mesmo ano os quatro torneios do Grand Slam, feito conquistado também por Maureen Connolly  em 1953 e Steffi Graff em 1998. No masculino o  feito é do também australiano Rod Laver, que conquistou duas vezes (1962 e 1969).

"Estou ansiosa para celebrar o 50 º aniversário de vencer o Grand Slam com minha família e amigos no Australian Open”, disse Margaret Court em comunicado enviado a imprensa.

“Este é um marco incrível para mim e não consigo acreditar na rapidez com que o tempo passou. É sempre maravilhoso acompanhar minhas lendas e sou grata a Tennis Australia. O tênis é um esporte maravilhoso e tenho orgulho de fazer parte da história do nosso grande esporte", completou.

A federação explicou que foi preparado um documentário sobre a conquista de Court, quem conta com entrevista da ex-jogadora, que será lançado durante o torneio. Outras atividades de entretenimento a respeito da conquista e um jantar para as lendas estão programados para acontecer.

Aproveitando a divulgação da celebração, a Tennis Australia fez questão de ressaltar que apesar da homenagem a Court não compactua das opiniões da ex-tenista, que causaram muita confusão nos últimos anos, principalmente pode ela posicionar-se "contra" a comunidade LGBTQI+.

"A Tennis Australia respeita a carreira de tênis incomparável de Margaret e a recebe no Aberto da Austrália, particularmente neste ano de aniversário marcante", inicia o texto. 

"Como costuma ser dito, o Tennis Australia não concorda com as opiniões pessoais de Margaret, que humilharam e prejudicaram muitos em nossa comunidade ao longo de vários anos. Eles não se alinham aos nossos valores de igualdade, diversidade e inclusão", seguiu o comunicado.

"Nosso esporte dá as boas-vindas a todos, independentemente de gênero, habilidade, raça, religião ou sexualidade, e continuaremos a promover ativamente iniciativas de inclusão amplamente em todos os níveis do esporte", pontuou relembrando o projeto "Open 4 All" (Aberto para Todos), a iniciativa de inclusão e diversidade da federação.