X

Orgulhoso e impressionado, Kafelnikov vê Medvedev brigando por títulos de Slam

Terça, 10 de setembro 2019 às 12:25:00 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Em entrevista ao site da ATP o primeiro russo número 1 do mundo no tênis profissional, Yevgeny Kafelnikov, falou sobre como acompanhou a grande final e que trocou mensagens de texto com outro russo ex-número 1, Marat Safin, que estreava como comentarista de TV.



“Trocamos mensagens de texto dizendo: 'Podem ser três sets fáceis' depois que ele perdeu o primeiro set. Depois do terceiro, começamos a pensar: 'Uau, isso vai ser interessante!'. E é claro, especialmente no início do quinto set, dissemos: 'Ele vai ganhar!' porque ele tinha controle total da partida no início do quinto set", comentou.

"Virar um jogo praticamente perdido, transformá-lo em quase vitória e acabar perdendo, é um chato. Mas no final das contas, é absolutamente uma vitória”, disse Kafelnikov . “Ele ganhou experiência, tenho certeza. Eu esperava que não fosse a última vez que ele participaria de uma final do Grand Slam, mas depois do que vi ontem, tenho certeza absoluta de que ele terá suas chances muitas, muitas vezes mais”.

A ATP relembra que antes de disputar este US Open, Medvedev nunca havia passado das quartas de final de um torneio do Grand Slam. “Esse é outro grande avanço para Daniil. Aos 23 anos, não o vimos passar da quarta rodada. Neste torneio, ele mostrou: 'Ok, vou ser um competidor por muito tempo a partir de agora nos Grand Slams. Daniil acredita que agora ele pode ser um candidato sempre que pisar na quadra nos Slams. Esse tipo de confiança é muito importante para todos os jogadores", analisou Kafelnikov que foi campeão de Roland Garros em 1996 e do Australian Open em 1999. Em Nova York suas melhores campanhas foram semifinais em 1999 e 2001.

"No momento, é óbvio que ele ferramentas contra grandes adversários, a quem ele é capaz de vencer. Ele mostrou contra Djokovic neste verão e ontem contra Rafa, que ele pode melhorar, pode elevar seu jogo para outro nível, o que eu não era capaz de ver antes. Este é um sinal de um jogador que amadureceu e que melhorou. Ele pertence ao Top 5 no momento, com certeza”, opinou.

Kafelnikov explicou como mesmo derrotado seu jovem compatriota saiu vitorioso do US Open: "Todos sabemos que Rafa é um lutador. Toda vez que ele sente uma chance tipo: 'Ok, essa é a minha chance', ele sempre aproveita a oportunidade e, depois de voltar ao jogo por 1 a 1 no quinto set, ele apenas diz: 'Ok, Não vou largar o título '”, disse Kafelnikov. “A partir daí, acho que o que desempenhou um grande papel no quinto set é a experiência. Rafa era definitivamente mais experiente que Daniil. No fim das contas, Daniil conseguiu o que era necessário. Ele tem 23 anos, terá muito mais oportunidades no futuro”.

O russo se disse impressionado sobre a forma com que Medvedev manteve-se fisicamente no jogo mesmo com quatro horas de duelo e resumiu seu sentimento: “Estou muito orgulhoso por ele ter lutado, ele não desistiu depois de dois sets abaixo e uma quebra no terceiro set. Ele não tem nada do que se envergonhar, fez o melhor que pôde. Todo mundo estava assistindo das 23:00, meia-noite até quatro da manhã. Todo mundo estava preso na frente das TVs. Estamos realmente orgulhosos do que ele fez e do que ele nos deu em termos de entretenimento”, finalizou.