X

Guga desiludido com o governo e atraso nas obras olímpicas: 'Falta seriedade'

Terça, 22 de setembro 2015 às 09:12:21 AMT

Link Curto:

Tênis Profissional

Por Fabrizio Gallas, em Florianópolis (SC) - No fim da última semana a prefeitura do Rio de Janeiro divulgou que as obras do tênis estariam com 74% de conclusão tornando inviável o prazo de término estipulado para o fim de setembro. Em dezembro está marcado o Masters da CBT que será um evento-teste do evento o qual talvez nem tudo fique pronto. 



Ao Tênis News, Kuerten emitiu sua opinião sobre as constantes promessas e atrasos nas obras e mostrou a desilusão com nossos governantes.

“Por triste que pareça é normal. É sempre assim. Felizmente é independente de um financiamento público do governo pois o país está comprometido não só as Olimpíadas ou algum projeto específico, lançamos um projeto olímpico pro tênis que deveria durar cinco anos ou 50, mas durou nem um ano. A realidade é essa, é triste sim, mas não surpreende."
"Acho que falta mais seriedade não só com o esporte e sim com o Brasil. Estamos vendo um desinteresse em principais questões com o Brasil , uma desunião muito grande nos principais poderes do país, o povo não se sente defendido, valorizado. Falar exclusivamente do esporte dá, mas é de maneira geral, é saúde, segurança, infra-estrutura, falta seriedade com o nosso povo por parte dos representantes que estão aí”.

Para nosso maior ídolo do tênis e um dos maiores do esporte, pouco será o legado deixado pelos Jogos de 2016: "Legado vai depender de muitos esforços individuais, infelizmente não será o suficiente pra dar uma quantidade orgânica, tá sendo bem investido no Time Brasil em efeito medalha próximo, acredito que vamos bater o recorde de medalhas em participações, mas se pensar no potencial mais amplo das Olimpíadas é pouco, poderia servir para transformar o tênis e o esporte de forma geral, mas também dá a possibilidade de fazer o que não foi feito em 1997 desde que ganhei Roland Garros, ainda dá tempo. A lástima é que perdemos vários match-points em partidas importantes que vão passando e o esforço vai ser muito maior depois”.